O senador Ciro Nogueira tomou posse oficialmente como ministro da Casa Civil, na tarde desta quarta-feira (04), em uma cerimônia marcada pela aglomeração de autoridades, como é possível ver em alguns vídeos postados na internet.



Além da aglomeração, vale destacar que o senador Marcos do Val (Podemos - ES) testou positivo para Covid-19, um dia após estar com Ciro Nogueira, que não usava máscara no encontro (imagem abaixo). 

Ciro Nogueira conversa com Marcos do Val
Reprodução/Instagram
Ciro Nogueira conversa com Marcos do Val


Ciro Nogueira

Ao tomar posse como ministro da Casa Civil nesta quarta-feira, o senador Ciro Nogueira (PP-PI) disse ao presidente Jair Bolsonaro que quer atuar como um "amortecedor". Nogueira também prometeu atuar com "equilíbiro" e defendeu a democracia.

"E, se me permite uma comparação um tanto fora dos protocolos, eu gostaria que toda vez que Vossa Excelência me visse, lembrasse de um amortecedor", discursou Nogueira.

Em meio ao fogo cruzado do Planalto com o integrantes dos Judiciário, nenhum membro do Supremo Tribunal Federal (STF) compareceu a posse, que foi prestigiada por congressistas A ausência de magistrados é um recado duro a ao novo ministro, que chegou com a missão de costurar alianças no Congresso e construir pontes para diálogo com o Judiciário.

Nogueira disse que quer contribuir para "diminuir as tensões":

Você viu?

"Eu quero contribuir tal qual aquele equipamento, que pode estabilizar, diminuir as tensões, ajudar para que esta viagem seja mais serena, estável e confortável para todos. Meu nome é temperança, meu sobrenome tem de ser equilíbrio".

O novo ministro também disse que um dos "sinais certos" que sua presença no governo indicará é que "a democracia é líquida e certa".

"Porque, com a minha presença, me somando à equipe de seus ministros e ministras, nós vamos ajudar o Brasil a dar os sinais certos para onde nós estamos indo. O primeiro deles, senhor Presidente, e que não tenham dúvida: a democracia é líquida e certa. Difícil por natureza, mas é a coisa certa". 

*Com informações da Agência O GLOBO

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários