Bolsonaro aumenta popularidade entre ricos e diminui entre pobres, diz pesquisa
Reprodução: R7
Bolsonaro aumenta popularidade entre ricos e diminui entre pobres, diz pesquisa

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) obteve uma melhora na avaliação do seu governo entre os mais ricos do país, porém, a rejeição entre os menos favorecidos aumentou. O resultado coincide com a fala do mandatário que se opôs à tributação de grandes fortunas . O levantamento foi divulgado nesta quarta-feira (04) e realizado pela Quaest Consultoria.

A aprovação à gestão do capitão do Exército entre a casta mais favorecida, ou seja, quem ganha mais de cinco salários mínimos, era de 27% e passou para 41%. Já a reprovação caiu e foi de 45% para 36%.

Segundo Felipe Nunes, diretor da Quaest e cientista político, "os estratos de renda mais alta voltaram a apoiar o presidente, mas como eles são numericamente menores o efeito na avaliação geral é marginal".

Entre a população que recebe até dois salários mínimos mensais, a avaliação negativa subiu e foi de 46% para 49%. A intenção do presidente Jair Bolsonaro é recompor seu apoio nesta categoria através da ampliação do 'Bolsa Família' ou da criação de um novo programa social.


No geral, entre os entrevistados do levantamento, 44% consideram o governo Jair Bolsonaro como positivo. Já 26% reprovam a condução federal pelo mandatário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários