Senador Omar Aziz durante sessão da CPI
Edilson Rodrigues/Agência Senado
Senador Omar Aziz durante sessão da CPI



Mais de uma semana após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reunir com a deputada alemã Beatrix von Storch , do partido Alternativa para a Alemanha, sigla investigada por potencial defesa de ideias neonazistas, o senador Osmar Aziz (PSD-AM) fez um discurso veemente contra a reunião.

Exaltado, o parlamentar afirmou que Bolsonaro afrontou a democracia brasileira. "Às escondidas, o presidente recebe uma deputada nazista, afrontando a Constituição brasileira, afrontando a nossa democracia, afrontando o holocausto, afrontando o exército brasileiro que lutou contra o nazismo", disse Aziz, durante uma sessão da CPI da Covid-19, nesta terça-feira (03). "Nós temos que respeitar o povo judeu", continuou.



O senador, que preside a CPI da Covid-19, contestou a presença de várias bandeiras de Israel nas manifestações pró-presidente. "Ele, às escondidas, apunhala os judeus. Quando é para pedir ajuda, liga para o primeiro-ministro de Israel. Mas quando é para se reunir às escondidas, reúne-se com uma deputada nazista. Nazismo, não! Nazismo, não!", completou o parlamentar.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários