Professor aposentado fraudou a vacinação em Viçosa (MG) e Rio de Janeiro (RJ)
Agência Brasil
Professor aposentado fraudou a vacinação em Viçosa (MG) e Rio de Janeiro (RJ)

José Lúcio dos Santos, de 69 anos, está sendo investigado por enganar profissionais da saúde e tomar quatro doses de vacinas contra a Covid-19 . Segundo o Ministério Público de Minas Gerais, ele teria tomado duas doses da CoronaVac , uma da AstraZeneca e uma da Pfizer .

Segundo a Folha de São Paulo, o professor aposentado precisou mudar de Estado para fraudar a vacinação. Ele tomou as duas doses da CoronaVac em Viçosa (MG) nos dias 31 de março e 22 de abril. No dia 17 de junho, José Lúcio recebeu uma dose da vacina da AstraZeneca em um posto de saúde no Rio de Janeiro.

José Lúcio retornou a Viçosa, onde mentiu sua idade para receber uma dose do imunizante da Pfizer . O aposentado de 69 anos afirmou que tinha 61 e havia perdido a data correta de sua vacinação. Segundo a investigação, José Lúcio afirmou aos profissionais de saúde que não havia tomado nenhuma dose de vacina contra a Covid-19 para receber o imunizante.

A Prefeitura de Viçosa publicou uma nota criticando a atitude do professor aposentado:

“A Prefeitura de Viçosa, imediatamente após a constatação do fato, acionou sua Procuradoria Geral, para a tomada de medidas de cunho cível e administrativo, e também o Ministério Público, para fins criminais. O município está agora dando total suporte ao caso, para que todas as providências necessárias sejam tomadas em consonância com os princípios da legalidade e devido à gravidade do momento que a população mundial está passando.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários