Jairo foi preso em novembro de 2018 durante a Operação Furna da Onça. Seu filho, Dr. Jairinho, foi expulso do Solidariedade no fim de abril.
Reprodução
Jairo foi preso em novembro de 2018 durante a Operação Furna da Onça. Seu filho, Dr. Jairinho, foi expulso do Solidariedade no fim de abril.

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, poderá realizar alterações no seu secretariado que podem abrir o caminho para que Coronel Jairo, pai do Dr. Jairinho, volte a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). As informações são do site O Globo.

Isso porque Jairo é primeiro suplente da coligação entre PTB e Solidariedade, realizada em 2018. Com a provável nomeação do deputado Rodrigo Bacellar para comandar a secretaria de Governo e de Cidades, o Coronel poderá retornar a Alerj.

Jairo foi preso em novembro de 2018 durante a Operação Furna da Onça. A ação investigava um esquema de distribuição de cargos públicos e vendas de votos na Assembleia. Com seus 24.620 votos, o Corone não conseguiu se eleger, mas posicionou-se como primeiro suplente.


Seu filho, Dr. Jairinho, foi expulso do Solidariedade no fim de abril. O rapaz é acusado de participar do assassinato de Henry Borel, de 04 anos, juntamente da mãe do garoto, a professora Monique Medeiros.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários