Cláudio Castro, governador do Rio de Janeiro
Luis Alvarenga / Governo do Estado do Rio de Janeiro
Cláudio Castro, governador do Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro , durante um evento na quinta-feira (13), o governador Cláudio Castro (PSC), se manifestou sobre as medidas que irá executar em relação à violência urbana em comunidades cariocas . No decorrer do evento com o Tribunal de Justiça do Rio, ele falou que novo plano será diferente que os das Unidades de Polícia Pacificadora. As informações foram apuradas pelo O Dia. 

"As coisas estão voltando. O estado já vem fazendo muita coisa. Por causa da crise fiscal, muita coisa parou, projetos foram encerrados, mas agora vamos restabelecer. Esse projeto, eu já venho falando desde o ano passado, mas a previsão é que no segundo semestre a gente tenha alguma coisa. Vai ser diferente das UPPs. Mas vamos esperar a hora certa", compartilhou.

Na quinta (13), Castro e o desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, presidente do Tribunal de Justiça do Rio, assinaram um documento de cessão do terreno que irá acolher o Núcleo de Atendimento Integrado ( NAI ). Local, que fica na região da Leopoldina, pertence à Companhia Estadual de Engenharia de Transportes e Logística ( Central ) e também pretende atender casos de adolescentes infratores.

"Temos falado muito em políticas de segurança pública e há duas importantes: a da recuperação e a da oportunidade. Este convênio, que posso chamar também de parceria, é útil para que possamos recuperar verdadeiramente os nossos jovens infratores. É a sociedade quem ganha com este equipamento e nós, como Poder Executivo, temos que parabenizar a sensibilidade do judiciário fluminense", disse o governador.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários