Renan Calheiros diz que
Edilson Rodrigues/Agência Senado
Renan Calheiros diz que "nenhum presidente falou tantos absurdos como Bolsonaro"

Renan Calheiros , ex-presidente do Senado e relator da CPI da Covid , revelou em entrevista que "nenhum presidente falou tantos absurdos durante a pandemia como Bolsonaro". Para o parlamentar, a comissão de inquérito responsabilizará quem quer que seja pelo "morticínio no Brasil".

Calheiros explicou que a comissão irá atuar para investigar "a maneira como o governo minimizou a pandemia , como o governo entendia que ela não era letal, não causa mortes, como o governo minimizou o papel da vacina, que é o único instrumento que pode resolver o problema, e como o governo fechou as portas para os produtores de vacinas".

O senador aproveitou para questionar os motivos que levaram o Planalto a recusar encontros com farmacêuticas. Segundo levantamento realizado pela CPI da Covid, um total de 11 contatos - realizados por produtores de vacinas - foram ignorados pela gestão Bolsonaro.

Nesta semana, a comissão parlamentar de inquérito da covid-19 voltará suas atenções para o tema vacinal. Serão ouvidos representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da farmacêutica norte-americana Pfizer.


Segundo o senador , declarações como as proferidas por Bolsonaro só aconteceram no Brasil, "então não dá, espero que o presidente da República não tenha responsabilidade com o agravamento do morticínio no Brasil. Espero que a CPI não chegue a tanto. Mas se a CPI chegar, não tenho nenhuma dúvida que ele será responsabilizado sim".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários