CPI da Covid busca convocar 24 integrantes e ex-membros do governo
Reprodução/Flickr
CPI da Covid busca convocar 24 integrantes e ex-membros do governo

Senadores que compõem a CPI da Covid cogitam solicitar a convocação de 24 membros ou ex-integrantes do governo federal, entre eles, atuais ministros da Saúde, Economia e Relações Exteriores ou seus antecessores. No primeiro dia de comissão, houve  173 requerimentos apresentados ao colegiado.

A maioria das solicitações foram entregues pela oposição e não se limitam a atuações na condução da crise sanitária. Os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Humberto Costa (PT-PE) e Eduardo Girão (Podemos-CE) - este último aliado de Jair Bolsonaro - já registraram pedidos de convocação do atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e de seus antecessores Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello.

Airton Antônio Soligo, assessor especial e homem de confiança de Pazuello, deve ser convocado junto a Antonio Elcio Franco. A tendência é de que sejam questionados em relação a política de distribuição de EPIs - equipamentos de proteção individual como máscaras e álcool em gel.

Luiz Otávio Franco e Hélio Angotti Netto, secretários do Ministério da Saúde na gestão de Eduardo Pazuello, serão convidados para depor sobre a crise de oxigênio que atingiu pacientes com covi-19, em Manaus.

O ex-coordenador-geral de Logística de Insumos Estratégicos da pasta de Saúde, Alex Lial Marinho, será indicado pelo senador Otto Alencar (PSD-BA) para explicar a demora do governo na atuação sobre os problemas no estado.


O autor do requerimento que iniciou a comissão, e vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues, também busca ouvir o ex-secretário de Comunicação Social da Presidência, Fabio Wajngarten.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários