Bolsonaro se compromete em eliminar desmatamento ilegal até 2030
Reprodução
Bolsonaro se compromete em eliminar desmatamento ilegal até 2030

O Presidente da República  Jair Bolsonaro (sem partido) discursou na Cúpula do Clima na manhã desta terça-feira (22) e pontuou que a eliminação do desmatamento ilegal e a redução da emissão de carbono na atmosfera serão as principais metas ambientais do país para os próximos anos. Assista na íntegra:


Objetivos estabelecidos

Bolsonaro aproveitou a fala para reiterar o compromisso do Brasil com suas políticas ambientais. De acordo com o presidente, o país irá zerar o desmatamento ilegal até 2030 e, com isso, será possível reduzir em 50% as emissões de gases poluentes para a atmosfera até a mesma data.

Entre as metas relacionadas pelo presidente da República está a duplicação dos recursos destinados a fiscalização e combate ao desmatamento na região amazônica. Segundo Jair, as medidas visam "o fortalecimento dos órgãos ambientais".

Pressionado, Jair buscou uma aproximação com o presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden, que não assistiu ao discurso de Bolsonaro pois precisou se ausentar do evento minutos antes.

Você viu?

" Coincidimos , senhor presidente [Joe Biden], com o seu chamado ao estabelecimento de compromissos ambiciosos. Nesse sentido, determinei que nossa neutralidade climática seja alcançada até 2050, antecipando em 10 anos a sinalização anterior."

Ressalvas realizadas

O presidente da República utilizou o alcance para afirmar que o Brasil está na " vanguarda do combate ao aquecimento global" e que hoje representa um quantitativo baixo na emissão mundial de gases poluentes para o efeito estufa.

Segundo Bolsonaro, é preciso buscar o desenvolvimento sustentável através da " bioeconomia " contemplando interesses de indígenas e comunidades tradicionais, uma vez que a região amazônica é líder em riquezas ambientais e possui um dos piores índices de desenvolvimento humano.


Por fim, Bolsonaro sinalizou para a comunidade internacional ao dizer que está "aberto a cooperação ", pois será fundamental obter a contribuição de países, empresas e entidades para que as metas estabelecidas sejam realizadas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários