Bolsonaro disse que teria que 'sair na porrada' com Randolfe por conta de CPI
Jefferson Rudy/Agência Senado
Bolsonaro disse que teria que 'sair na porrada' com Randolfe por conta de CPI

O presidente Jair Bolsonaro afirmou,  em conversa gravada com o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO), que teria que "sair na porrada" com o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), autor do requerimento de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) destinada a apurar omissões do governo federal na pandemia de Covid-19.

A declaração ocorreu em conversa entre os dois no sábado. Kajuru  já havia publicado a maior parte do diálogo no domingo, mas divulgou o novo trecho nesta segunda-feira, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Jorge Kajuru e Datena
Reprodução
Jorge Kajuru e Datena

"Se você não participa (da CPI), daí a canalhada lá do Randolfe Rodrigues vai participar. E vai começar a encher o saco. Daí, vou ter que sair na porrada com um bosta desse", diz Bolsonaro, na gravação apresentada por Kajuru durante a entrevista.

O senador disse que não havia publicado esse trecho do diálogo para "proteger" o presidente.

Você viu?

A única parte da entrevista que eu não coloquei, para protegê-lo, foi quando ele ofendeu um senador e falou que ia para a porrada com o senador.

Também nesta manhã, Bolsonaro criticou Kajuru por ter gravado a conversa.

"Não é vazar. É te gravar. Gravação só com autorização judicial. Gravar o presidente e divulgar...E outra, só para controle, falei mais coisa naquela conversa. Pode divulgar tudo, da minha parte".

Kajuru, no entanto, afirmou que avisou a Bolsonaro que iria divulgar a conversa entre os dois e que o presidente não se opôs. O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) entrou com representação no Conselho de Ética do Senado contra Kajuru.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários