Dr. Jairinho foi muito xingado ao deixar a delegacia
Reprodução/CNN Brasil
Dr. Jairinho foi muito xingado ao deixar a delegacia

Suspeito de matar o menino Henry Borel Medeiros , de 4 anos, o vereador Dr. Jairinho deixou a 16ª Delegacia de Polícia por volta das 13h desta quinta-feira. Acompanhado da companheira, Monique Medeiros, mãe da criança, ele foram escoltado até a viatura da Polícia Civil. De lá, seguiu para o Instituto Médico Legal (IML), no Centro. Antes de entrar no veículo, o casal ouviu xingamentos de várias pessoas que acompanhavam a saída.

Foram chamados de assassinos . Um homem furou o bloqueio policial e deu um tapa no vereador.

O casal ficou mais de 5h30 na delegacia e foi ouvido, novamente, por investigadores, que queriam saber se ambos explicarão a verdadeira dinâmica do ocorrido na noite de 8 de março.

Você viu?

Advogado também foi xingado

O advogado do casal, André França, chegou à 16ª DP por volta das 7h15 e saiu logo após o casal, por volta das 13h. Ele também foi recebido aos gritos e xingamentos de algumas pessoas que aguardavam a saída de Dr. Jairinho e a companheira. Em entrevista, ele reafirmou a inocência de seus clientes. E informou que tomará todas as medidas cabíveis para recorrer da prisão do casal.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários