Ministério Público do Rio solicita suspensão do calendário único de vacinação
Reprodução
Ministério Público do Rio solicita suspensão do calendário único de vacinação

O Ministério Público do  Rio de Janeiro e a Defensoria Pública requisitaram ao Tribunal de Justiça um pedido para suspender o decreto que instituiu um novo calendário único de vacinação estadual .

O MP-RJ argumenta que a ação visa " evitar a vacinação de grupos que não seriam atendidos nesse momento , conforme disposto no Plano Nacional de Operacionalização da Imunização ".

Cláudio Castro, governador em exercício do Rio de Janeiro, anunciou, na última terça-feira (30), que o estado passaria a ter um calendário único de imunização faseado por faixas etárias em todos os municípios .

Profissionais da segurança e da educação passariam a integrar o grupo prioritário de imunização . Castro reiterou ainda que faltam 324 mil profissionais da saúde a serem vacinados .


Segundo o governador , a medida visa mitigar as aglomerações em postos de saúde e pontos de vacinação fora dos municípios. Antes do decreto , os municípios poderiam instituir o seu próprio calendário de vacinação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários