João Doria e Bruno Covas
Divulgação
João Doria e Bruno Covas

Questionado sobre a antecipação dos feriados municipais na cidade de São Paulo durante a coletiva no Instituto Butantan na manhã desta sexa-feira (18), o  governador João Doria disse que o tema deveria ter sido discutido e lamentou a decisão do prefeito da capital. Pouco depois, Bruno Covas rebateu a fala e afirmou que "cada um precisa assumir suas responsabilidades".

"O senso que falta é o senso de urgência. Aqui na Prefeitura tem menos falação, foco no trabalho e colaboração. Faço o máximo que posso para defender o povo da minha cidade. Sempre aberto a colaborar com outras cidades e com o governo do Estado", afirmou Bruno Covas .

A fala do prefeito, que se encontra no Hospital Sírio Libanês para mais uma sessão de quimioterapia, ocorre após Doria dizer que a medida sobre os feriados deveria ser discutida não só com o governo , mas também com as outras prefeituras da região da Grande São Paulo e do litoral para evitar "dúvidas e preocupações".

"Nós alertamos ontem a Prefeitura de São Paulo que uma medida como essa deveria ser discutida previamente com o governo e com os prefeitos da Região Metropolitana e também do litoral e não anunciada sem esse tipo de entendimento. Infelizmente, a decisão do prefeito foi anunciar sem este entendimento, o que criou esse mal-estar", complementou Doria .

Na última quinta-feira (18), prefeitos de sete cidades do grande ABC enviaram um pedido ao governador para que seja  adotado lockdown para conter o avanço da Covid-19 no estado. Além deles, outros doze prefeitos da região do Alto Tietê também solicitaram maiores restrições após o aumento de casos e óbitos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários