China e Estados Unidos trocam acusações em primeiro encontro do governo Biden
Reprodução/Flickr
China e Estados Unidos trocam acusações em primeiro encontro do governo Biden

No primeiro encontro público em evento diplomático promovido entre Estados Unidos e China sob o governo de Joe Biden , um assunto em específico se destacou: direitos humanos. Representantes de ambos países trocaram acuações de abuso nas políticas nacionais.

Política de direitos humanos

Antony Blinken, secretário de Estado dos EUA, iniciou seu discurso com o argumento de que há uma forte preocupação global com a maneira como a China lida com os direitos humanos no país.

Já Yang Jiechi, diplomata do país asiático, rebateu as acusações norte-americanas e disse que "há muitos problemas dentro dos Estados Unidos em relação aos direitos humanos, que são admitidos pelos próprios EUA" e reforçou que o país precisa mudanças "profundas".

Influência sobre outros países

O diplomata também pediu para que os EUA parassem "de empurrar sua própria democracia para o resto do mundo", ao passo que Blinken externou suas "preocupações com ações da China, incluindo em Xinjiang, Hong Kong, Taiwan, ataques cibernéticos aos Estados Unidos, coerção econômica de nossos aliados".


O início dos discursos foram abertos ao público e duraram mais de uma hora. De acordo com analistas, o encontro foi considerado 'tenso'.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários