PF e PGR cumprem 11 prisões em operação sobre esquema de corrupção no TRT do Rio
O Dia
PF e PGR cumprem 11 prisões em operação sobre esquema de corrupção no TRT do Rio

A Polícia Federal e a Procuradoria-Geral da República (PGR) cumprem, na manhã nesta terça-feira, 11 mandados de prisão preventiva e 26 de busca e apreensão para colher provas sobre esquema de corrupção no Tribunal Regional de Trabalho da 1ª Região, do Rio de Janeiro. Os mandados foram expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Entre os alvos da operação estão magistrados e advogados. A investigação obteve indícios de que parentes de magistrados do TRT do Rio atuaram ilegalmente em processos de empresas de transporte e organizações sociais com dívidas trabalhistas.

Há suspeitas do pagamento de propina em favor da inclusão dessas empresas e entidades no Plano Especial de Execução da Justiça do Trabalho, de parcelamento de dívidas. As buscas foram solicitadas para levantar mais provas a respeito do esquema.

A operação é um desdobramento da Tris In Idem, que resultou no afastamento de Wilson Witzel (PSC) do governo do Rio. Segundo as investigações, o desembargador Marcos Pinto da Cruz, do TRT do Rio, teria organizado em conjunto com Witzel um esquema de desvio de dinheiro por meio de ações trabalhistas.

Após o cumprimento de busca e apreensão contra o desembargador em outubro do ano passado, a PF localizou novas provas e aprofundou as investigações do caso.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários