Visão aérea do Viaduto da cidade de Guarulhos
Márcio Lino/Prefeitura de Guarulhos
Visão aérea do Viaduto da cidade de Guarulhos

Nesta quinta-feira (25), em São Paulo , a Polícia Federal cumpriu cerca de quatro mandados de busca e apreensão em uma operação que apura fraudes na compra de máscaras descartáveis  pela Prefeitura de Guarulhos. As informações foram apuradas pelo G1.  

O Ministério Público de Contas, órgão referente ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, desde de abril do ano passado, investiga possíveis irregularidades no processo. As compras foram feitas usando os recursos federais disponibilizados para ações de combate a pandemia do novo coronavírus

A ação cumpriu os mandatos nas cidades de Guarulhos, Ferraz de Vasconcelos e na capital paulista. Segundo as investigações, em março de 2020, a Secretaria de Saúde de Guarulhos desembolsou cerca de 300 mil máscaras descartáveis pelo preço de R$ 6,20, contabilizando uma conta total de R$ 1,8 milhão. E devido a pandemia, a compra não teve licitação.  

De acordo com a PF , foram avaliadas eventuais condutas de direcionamento, sobrepreço, pagamento antecipado sem que houvesse a garantia de contratação e a admissão de empresas sem ter o capital necessário para arcar com custos. 

Os crimes são classificados como associação criminosa, corrupção, fraude pelo prejuízo causado à Fazendo Pública e fraude ao caráter competitivo da licitação. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários