MP investiga se houve má fé de servidora que simulou vacinar idosa
Reprodução
MP investiga se houve má fé de servidora que simulou vacinar idosa

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) investiga a enfermeira que teria simulado injetar o líquido da vacina contra  Covid-19 em uma idosa, em Goiânia. O caso aconteceu na quarta-feira (10).

Segundo a filha de Floramy Jordão , de 88 anos, que estava filmando a vacinação da idosa, a servidora aplicou a agulha no braço de Floramy, mas não injetou o líquido. Ela percebeu e questionou a enfermeira, que se desculpou e aplicou a dose.

"Ela simplesmente enfiou a agulha na minha mãe, tirou e ficou com a seringa para cima. Quando olhei, o líquido estava todo na seringa. Ela não injetou a vacina na minha mãe", disse Luciana Jordão , 57,

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) informou que também está apurando a situação, e que a enfermeira já foi afastada da campanha de vacinação.

A promotora de Justiça Marlene Nunes Bueno disse que já solicitou informações sobre o caso à Secretaria Municipal de Saúde.

"O que fundamenta a investigação é a conduta da profissional e a responsabilidade da secretaria para garantir normalidade. A secretaria tem que buscar os meios necessários para deixar a sociedade tranquila. Nosso objetivo imediato é tranquilizar a sociedade", disse.

Ao G1,  a secretaria afirmou que foi uma situação isolada e que a imunização continua sendo feita normalmente na capital de Goiás.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários