Cães aglomerados em casa no Rio de Janeiro
Reprodução/TV Globo
Cães aglomerados em casa no Rio de Janeiro

Na segunda-feira (08), através de uma denúncia anônima, autoridades resgataram 33 cães e 37 aves que viviam aglomerados em uma casa no bairro de Irajá, no Rio de Janeiro . As informações foram apuradas pelo G1. 

De acordo com a  Subsecretaria Estadual de Proteção aos Animais , o local em que os animais se encontravam foi considerado como nocivo. O dono da casa foi apreendido na base da Lei Sansão, que é contra os maus tratos de animais e pode pegar uma detenção de até cinco anos de cadeia. 

Pássaros de espécies como araponga, um tiê-sangue e um cardeal, que no momento estão ameaçados de extinção foram encontradas na residência. O dono da casa declarou que comprou a araponga em uma feira em Duque de Caxias por R$ 2 mil.

Você viu?

Gaiolas juntas em casa no Rio de Janeiro
Reprodução/ TV Globo
Gaiolas juntas em casa no Rio de Janeiro

“Não tinha possibilidade de esses animais ficarem lá”, afirmou Cristina Cruz, coordenadora da subsecretaria. 

Segundo o homem acusado, ele não tinha a pretensão de revender os bichos e sim de criar todos eles. Ele foi indiciado por maus-tratos e pro crime ambiental. A Lei Sansão foi desenvolvida em setembro de 2020, após um cachorro ter tido suas patas arrancadas pelo dono em Minas Gerais. 

Coordenador de Operações da Secretaria Municipal de Proteção aos Animais, Jack Caldeirini, contou que está foi a primeira vez que a lei foi aplicada no Rio de Janeiro. “Queremos intensificar as ações de combate aos maus-tratos aos animais. Não ficará impune qualquer tipo de crime contra nossos animais, a nossa fauna e nossa flora”, afirmou. 

No último domingo (07), a feira de Duque de Caxias foi alvo de uma operação das autoridades contra a venda ilegal de animais e maus-tratos . Com isso, doze pessoas foram presas com a apreensão de cães e pássaros silvestres. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários