Governador Wilson Lima (PSC)
Herick Pereira/Secom
Governador Wilson Lima (PSC)

O Amazonas prorrogou por sete dias o lockdown em todo o estado e suspendeu o ponto facultativo do Carnaval . O anúncio foi feito nesta sexta-feira (29) pelo governador Wilson Lima (PSC) para evitar aglomerações e conter o avanço da Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Com a extensão do prazo, agora o confinamento total vai valer até o dia 7 de fevereiro, sendo que a data anterior para o término era no domingo (31). A partir de 1º de fevereiro, está liberado o funcionamento de fábricas de itens para embalagens de alimentos e bebidas, além do delivery de materiais hidráulicos, elétricos e pneumáticos, sendo este último apenas das 8h às 17h.

As feiras livres também terão horário ampliado e poderão funcionar das 4h às 15h. Estabelecimentos e todo tipo de comércio não essencial, porém, seguem proibidos de funcionar.

Você viu?

"Só saia de casa se for extremamente necessário. Se for para comprar alimentos, se for para comprar um remédio, se for um caso de urgência, de emergência, para levar alguém ao hospital, para ir ao hospital. Se não houver essa necessidade, se preserve, preserve os seus", afirmou o governador do Amazonas.

"É preciso que cada um faça sua parte. Nós precisamos continuar ajudando os profissionais da área da saúde, que estão exaustos e estão dando todo seu máximo, trabalhando muito", completou Lima.

O governador ainda reforçou a necessidade de maior atenção quanto à nova variante do novo coronavírus, ainda mais contagiosa, detectada no estado. Ele lembrou da alta demanda por cilindros de oxigênio, um problema que atinge não só o Amazonas, mas também países como Portugal e Peru.

Ficou suspenso também o ponto facultativo do Carnaval, programado para neste ano para 15, 16 e 17 de fevereiro. A medida, segundo Lima, é uma tentativa de impedir aglomerações de foliões e, assim, diminuir a taxa de transmissão da Covid-19 no estado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários