Bolsonaro criticou a imprensa nesta quinta-feira
O Antagonista
Bolsonaro criticou a imprensa nesta quinta-feira

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a atacar a imprensa na live desta quinta-feira (21), transmitida em suas redes sociais. Ele criticou veículos como a Folha de São Paulo, a Revista Época e o jornalista Willian Bonner, e falou sobre o suposto decreto de sigilo sobre sua carteira de vacinação. "O que interessa saber da minha caderneta de vacinação?", questionou.

"A imprensa, sem querer generalizar, escrever besteira, é comum. A maior fonte de fake news é a Globo, a Folha, o Estadão, o Antagonista, revista Época (...) Se eu decretei sigilo [sobre a carteira de vacinação], tem que ter decreto. E não tem", disse.

"O que interessa para você saber da minha caderneta de vacina? Para ver a marca do sabonete que eu uso? (...) Se eu fosse decretar, decretaria sigilo por 20 anos, acho que em 20 anos já morri", continuou

De acordo com Bolsonaro, sua carteira de vacinação está “em dia” e que, por viajar o mundo inteiro, apresenta o documento em países que exigem imunização contra alguma doença.

Você viu?

Segundo a coluna do jornalista Guilherme Amado , a reportagem fez o pedido por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI), ao que a Presidência respondeu que os dados “dizem respeito à intimidade, à vida privada, à honra e à imagem” do presidente e impôs sigilo ao material.

Nessa quarta (20/1), a juíza Adverci Abreu, da 20ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, negou pedido para derrubar o sigilo imposto ao cartão de vacinação.

“A todo e qualquer indivíduo garante-se a proteção a sua privacidade e intimidade, direitos sem os quais não haveria estrutura mínima sobre a qual se fundar o Estado Democrático de Direito”, diz a sentença.

Em atualização

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários