fechadura de cela com chave pendurada
Agência Pública
O médico suspeita do acidente

A morte de um detento  de 37 anos no CCP (Centro de Progressão Penitenciária) de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo , está sendo investigada. De acordo com a SAP (Secretaria de Segurança Penitenciária) de São Paulo, o  homem morreu eletrocutado. As informações foram apuradas pelo portal UOL .

Segundo o boletim de ocorrência, o motorista Evandro Rodrigues estava em seu alojamento na ala 1, quando teria mexido em alguns fios e recebeu uma descarga elétrica. Outros dois detentos que estavam na cela teriam visto o incidente e chamaram os agentes penitenciários. O preso foi socorrido e levado ao Hospital de Base. No entanto, o homem não resistiu ao choque e morreu assim que deu entrada no hospital.

Ainda segundo o boletim, o médico que atendeu o  detento disse encontrar inconsistências no acidente. "Médico do Hospital de Base verificou algumas inconsistências no acidente por eletrocussão, com verificada as lesões externas provocadas pelo evento na vítima, levantando a suspeita sobre o fato se tratar ou não de acidente", diz um trecho do registro.

A perícia foi chamada e o corpo do preso foi encaminhado para o IML. Os laudos devem ficar prontos em 30 dias e o caso será investigado pelo 3º Distrito Policial.

Por meio de uma nota enviada ao UOL, a SAP confirmou que Evandro sofreu uma descarga elétrica dentro da cela e disse que o órgão está prestando auxílio à família da vítima.


Nota na íntegra

"Informamos que ontem, por volta das 17h40, funcionários do CPP de São José do Rio Preto foram chamados por reeducandos para prestarem socorro ao preso Evandro Rodrigues, que havia sofrido uma descarga elétrica e estava desacordado em um dos alojamentos da unidade.

O preso foi encontrado caído pelos servidores e foi levado rapidamente ao Hospital de Base, onde faleceu. Segundo outros reeducandos, Rodrigues teria mexido nos fios elétricos com a finalidade de puxar uma extensão, o que é proibido.

Foi registrado boletim de ocorrência e o local passou por perícia técnica realizada pelo instituto de criminalística. O corpo foi encaminhado ao IML onde passará por necropsia, sendo que o laudo determinará as reais causas da morte. Ainda foi instaurada Apuração Preliminar para investigar os fatos. A unidade está prestando auxílio aos familiares".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários