Roberto Freire, presidente do Cidadania, criticou Bolsonaro e cobrou posicionamento enérgico do Congresso na busca por vacinas
Agência Câmara
Roberto Freire, presidente do Cidadania, criticou Bolsonaro e cobrou posicionamento enérgico do Congresso na busca por vacinas

O presidente do Cidadania, Roberto Freire, criticou hoje (05) o presidente Bolsonaro (sem partido) por ter dito mais cedo que  "o Brasil está quebrado" e que, por isso, não consegue "fazer nada".

“O Brasil está quebrado mesmo, Bolsonaro. Você e Guedes estão terminando de afundar a economia. Presidentes não são eleitos para não fazer nada, mas para fazer. Pare de mimimi, de choramingar, bancar o coitadinho. Comece a trabalhar! Que tal vacinar a população? Onde estão as vacinas?”, disse, no Twitter.

O presidente do Cidadania também cobrou, em entrevista ao O Antagonista,  uma atuação mais eficaz do Congresso em um momento tão difícil como este afetado pela pandemia.

"A autoconvocação se impõe. O Congresso teve um papel fundamental na pandemia. E agora que não temos vacina e os casos voltam a crescer assustadoramente entram de recesso? É inadmissível. O Brasil precisa ter um Congresso aberto. O Congresso não pode ficar sem trabalhar.”

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários