Baile da Lagoinha
Divulgação
Flyer do Baile da Lagoinha, divulgado nas redes sociais pelos organizadores

O nome da Lagoinha, um dos “bailes de favela” mais tradicionais do Rio de Janeiro, apareceu entre os assuntos mais comentados do Twitter na manhã de hoje (1). A festa clandestina que começou antes da virada para 2021 continua acontecendo, causando a revolta de moradores que tentam se recolher por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

O evento contou com a presença do rapper Filipe Ret e muitos DJs. Segundo o flyer divulgado nas redes sociais, os organizadores do Baile da Lagoinha ainda proporcionaram uma queima de fogos na virada de ano.

O Baile da Lagoinha acontece no dia em que o Rio de Janeiro registra recorde de infecções. O estado soma 434.648 casos e 25.530 mortes causadas pela doença desde o começo da pandemia. Apenas nas últimas 24 horas, 227 pessoas perderam a vida por conta do vírus.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários