De férias em Santa Catarina, Bolsonaro causa aglomeração e evita imprensa
Reprodução
De férias em Santa Catarina, Bolsonaro causa aglomeração e evita imprensa

Sem usar máscara, o presidente Jair Bolsonaro voltou a causar aglomeração em São Francisco do Sul (SC), onde passa alguns dias de folga para pescar. Ao retornar de um mergulho na Ilha da Paz, na manhã desta segunda-feira, Bolsonaro cumprimentou apoiadores, tirou fotos com alguns deles e pegou crianças no colo na praia localizada em frente ao Forte Marechal Luz, onde está hospedado. Ele não quis falar com a imprensa.

Bolsonaro também tem aproveitado o período de férias no litoral catarinense para divulgar a atuação do secretário da Pesca, Jorge Seif Jr., mirando uma possível candidatura do aliado ao Senado em 2022.

Além da equipe presidencial, Bolsonaro estava acompanhado hoje de Seif Jr., que tem participado de todos os compromissos e passeios em Santa Catarina. Ontem, os dois foram pescar na região com um dos filhos de Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro (RJ). Também estavam presentes assessores e autoridades da Marinha.

De acordo com a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, Bolsonaro está de férias no Estado, em agenda privada. Não há previsão de compromissos oficiais pelo menos até o dia 23 de dezembro, quando o presidente deve retornar a Brasilia.

A viagem ocorre em meio às pressões sobre o governo torno do plano de vacinação contra a Covid-19 e um novo aumento de casos da doença no País.

Você viu?

Na manhã de hoje, Bolsonaro gravou um vídeo ao lado de Seif Jr. para cumprimentar os pescadores catarinenses.

“Quero cumprimenta-los porque é aqui de Santa Catarina o nosso secretário nacional da Pesca, Jorge Seif, que está do meu lado.

É um ano de muitas entregas, muito trabalho por parte dele, a última ação nossa foi permitir que os pescadores aqui do Rio Grande do Sul, ou melhor, Santa Catarina, Paraná, possam pescar nos mares do Rio Grande do Sul”, disse Bolsonaro em gravação divulgada nas redes sociais.

No vídeo, o presidente comemorou a liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Kássio Nunes Marques, que liberou a pesca de rede de arrasto nas 12 milhas náuticas da faixa marítima da zona costeira do Rio Grande do Sul, prática que era proibida por lei estadual desde 2018.

Na chegada ao Aeroporto Estadual de Ubatuba, em São Francisco do Sul, há dois dias, Bolsonaro também causou aglomeração e cumprimentou dezenas de apoiadores sem utilizar máscara de proteção. Depois, na entrada do Farol Marechal Luz, a mesma cena se repetiu. Ele foi recebido aos gritos de “mito”.

Santa Catarina teve nova piora na última semana no nível de risco da Covid-19. Das 16 regiões do Estado, 15 estão em nível gravíssimo e uma, a de Xanxerê, está no patamar grave, de acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários