Post viraliza e tem mais de 7 mil interações
Reprodução
Post viraliza e tem mais de 7 mil interações

Um empresário teve um post viralizado após guadar uma motocicleta de um homem para que não fosse ela roubada, na região noroeste de São Paulo. Em três dias, a publicação em suas redes sociais teve mais de 7 mil interações. As informações são do G1 .

Em entrevista, Paulo Roberto Batista explicou que tem um restaurante na rua Josefa Alves de Siqueira, no bairro Anhanguera, e naquela manhã enquanto ia fazer compras para seu estabelecimento, reparou que o veículo estava parado por volta das 11h. Saindo do mercado, ele foi para sua casa e só voltaria a ver a moto por volta das 17h, horário em que abriria seu comércio.

"Ela [motocicleta] ainda estava lá. Não mexi por receio de o dono estar perto e pensar que eu estava fazendo algo errado. Aqui perto tem um 'baile', então, achei que os caras tinham roubado para ficar andando e abandonaram depois.Chegada a hora de fechar o restaurante, decidi guardá-la lá dentro", disse Paulo.

O empresário optou, no decorrer da noite, ligar para a Polícia Militar para avisar de que na calçada de seu restaurante havia um veículo abandonado, que também poderia ser sido furtado. E também orientou sua esposa para que deixasse um bilhete com identificações na porta do local, caso alguém aparecesse para procurar a moto. 

Post feito pelo empresário querendo encontrar do dono do veículo
Reprodução
Post viraliza e tem mais de 7 mil interações

Com a publicação no ar, em três dias ela teve mais de 7 mil compartilhamentos e aproximadamente 400 curtidas. Paulo disse que consequentemente acabou recebendo ligaçoes de golspitas, mas sempre perguntava informações específicas para se certificar de que entregaria o veículo para a pessoa certa. Até que o verdadeiro dono apareceu.

"Com a repercussão, um sobrinho do dono me ligou e avisou que ele tinha esquecido onde havia deixado o veículo. Vi que as características que ele passou batiam com as da moto, e falei para ele vir aqui. O dono me apresentou a documentação, vi que era realmente dele e entreguei. Ele ficou muito feliz, pensava que não ia mais conseguir reaver a moto", finaliza.


    Leia tudo sobre:

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários