bomba
Divulgação Polícia Civil
Explosivos encontrados embaixo da cama


A Polícia Civil do Mato Grosso do Sul prendeu um homem, de 26 anos, em flagrante com 262 kg de explosivos escondidos embaixo da cama em que ele dormia com a esposa , após receber um denúncia anônima que desencadeou uma investigação de mais de 10 dias. A cunhada, de 24 anos, do principal investigado também foi presa.

Os jovens passam por audiência de custódia nesta quinta-feira (17), um dia após terem sido presos em flagrante . O homem detido disse que estava guardando a carga explosiva para a cunhada. Já a mulher respondeu que não tinha envolvimento com o material e que os explosivos estavam sendo guardados para um ex-marido.

Segundo os oficiais da polícia, 131 unidades de bananas de dinamite foram encontradas com os dois suspeitos, ao todo, a carga totaliza 262 kg. Havia também rolos de cordel detonador nos formatos NP5 e NP10, que segundo a polícia são muito fortes. Os rolos estavam escondidos no ármario da cozinha.


A polícia identificou que o material foi roubado da Pedreira São Luiz, em Terenos, no dia 26 de dezembro de 2016. Um inquérito foi instaurado para apurar se os jovens têm envolvimento com alguma organzação criminosa, pois desde o assalto à pedreira os explosivos passaram por diversos locais. Os dois devem responder por posse ilegal de artefato explosivo, com pena entre 3 e 6 anos de prisão.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários