Acidente ocorreu na BR-381%2C na tarde desta sexta-feira (4)
Reprodução/Globonews
Acidente ocorreu na BR-381, na tarde desta sexta-feira (4)

O Corpo de Bombeiros trabalha com a suspeita de uma falha mecânica nos freios para a causa do acidente envolvendo um  ônibus que caiu de um viaduto na cidade de João Monlevade , no interior de Minas Gerais , nesta sexta-feira (4). A queda deixou pelo menos 17 mortos e 26 pessoas feridas.

"Quando estava passando pela ponte, no sentido Belo Horizonte da pista, perdeu o controle do veículo após suposta falha mecânica no freio, chocando seu retrovisor com um caminhão que estava no local", afirmou a corporação.

Ainda de acordo com os bombeiros, nesse momento o condutor ainda gritou que havia "perdido os freios". "O ônibus começou a voltar de ré, descontrolado, batendo na proteção lateral da ponte. Nesse momento, seis pessoas conseguiram pular do ônibus antes que ele caísse, incluindo o motorista, que ainda não foi localizado", acrescentaram.

O veículo, que transportava 46 passageiros no momento da tragédia, saiu de Mata Grande (AL) e ia para São Paulo. A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) informou que a empresa JS Turismo é a dona do veículo e não tinha autorização para transportar passageiros. Na parte externa do ônibus, no entanto, também havia inscrição da empresa Localima Turismo.

De acordo com informações do governo estadual e do Corpo de Bombeiros, o acidente deixou 17 mortos e mais 27 feridos. Doze pessoas morreram no local do acidente e outras três, que estavam em estado grave, vieram a óbito. Elas foram levadas ao Hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

O ônibus caiu de uma altura aproximada de 23 metros o km 350 da BR-381, em um trecho conhecido como "Ponte Torta". A Prefeitura de Mata Grande disse que o ônibus saiu de Santa Cruz do Deserto, que fica na zona rural do município.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários