explosão
Reprodução
Explosão de gás em São João do Meriti


É gravíssimo o estado de saúde de duas das quatro pessoas da mesma família, que ficaram feridas após a explosão por vazamento de gás em São João do Meriti, na Baixada Fluminense. Na manhã desta quinta-feira, dia 26, a direção do Hospital Adão Pereira Nunes (HEAPN), mais conhecido como Hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias, informou que Jorge Luís Pereira da Silva, de 60 anos, e Jéssica Gomes da Silva, de 25, estão no Centro de Terapia Intensiva (CTI) em estado gravíssimo.


O idoso teve queimadura de terceiro grau na face , no pescoço, no tórax, no dorso, no abdômen e outras partes do corpo. Já a jovem ficou ferida nas mesmas regiões, além de ter tido as vias aéreas comprometidas. Uma criança de 5 anos segue em estado grave, após ter queimadura de segundo grau em 55% da superfície corpórea. A menina está no CTI Pediátrico e respirando com ajuda de aparelhos.

O outro membro da família internado, um menino de 8 anos, teve uma melhora e seu quadro é considerado estável. O garoto teve queimadura de segundo grau em 45% da superfície corpórea. Ele está no CTI Pediátrico e respirando em ar ambiente no momento.

O drama familiar aconteceu fim da madrugada desta quarta-feira, dia 25, após uma explosão que teria sido causada pelo vazamento de gás de um botijão na casa onde elas estavam, na Rua Manoel Cunha, no bairro de Coelho da Rocha, em São João de Meriti. De acordo com o Corpo de Bombeiros, homens do quartel de São João de Meriti, com apoio de militares de Nilópolis e do Samu local foram acionados por volta das 5h da manhã para atender ao chamado de explosão com princípio de incêndio na casa de dois andares.

A Polícia Civil afirmou que as investigações estão em andamento na 64ª DP (São João de Meriti) para apurar as causas da explosão. A perícia foi realizada no local e testemunhas estão sendo ouvidas na unidade policial. Oito pessoas ficaram feridas no total.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários