Arma
Reprodução
Ceará foi o estado que apresentou a maior alta no período: 84%

O número de assassinatos registrados no Brasil nos primeiros nove meses de 2020 cresceu 4% no comparativo com o ano passado, conforme mostra levantamento do Monitor da Violência, realizado pelo G1 em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

De acordo com o índice nacional de homicídios , realizado com base nos dados oficiais fornecidos pelos 26 estados e o Distrito Federal, foram registrados 32.298 assassinatos entre os meses de janeiro e setembro deste ano contra 31.022 no mesmo período em 2019, o que representa um aumento de 1.276 no total de mortes violentas no país.

A alta, que ocorre mesmo com as medidas de isolamento social adotadas por conta da pandemia da Covid-19, colocou fim a uma sequência de dois anos de queda nas mortes no Brasil. Em 2019, tal queda representou 19% no comparativo com 2018 e foi o menor desde o início da coleta de dados em 2007.

Ainda de acordo com a publicação, 16 estados tiveram alta no período - em alguns, o valor foi 15% superior ao do ano passado - e o Nordeste foi a única região em que os dados cresceram, com aumento de 19%. No  Ceará , o total foi 84% superior, principalmente por conta dos 13 dias de greve dos policiais militares, em que foram registrados 312 homicídios .

    Veja Também

      Mostrar mais