arolde
Geraldo Magela/Agência Senado
Eleito senador em 2018, Arolde de Oliveira (PSD)


senador Arolde Oliveira (PSD-RJ), de 83 anos, morreu na noite de ontem  (21) vítima de falência múltipla de órgão causados em decorrência da Covid-19. Ele estava internado desde o dia 4 de outubro. Durante a pandemia do novo coronavírus o site Pleno.News -- um grupo de mídia evangélico criado e mantido por Arolde -- foi responsável por disseminar diversas notícias enganosas sobre doença, conforme revelou uma reportagem da Agência Pública.


" Sol forte pode matar coronavírus em 34 minutos", dizia um dos títulos das notícias publicadas no site. O Pleno.News foi fundado em 2017 e fazia parte do Grupo MK, que é dono de gravadora, rádio gospel e empresa de gestão de perfis conservadores.

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) é cliente da MK NetWork, empresa responsável pela monetização e administração de canais do Youtube. A deputada Flordelis (PSD-RJ) também era produzida pela gravadora e tinha o seu canal no Youtube gerido pela empresa de Arolde. 

O senador chamou diversas vezes durante a pandemia a Covid-19 de " vírus chinês " e criticou o isolamento social, chegando a chamar as medidas sanitárias de prevenção de alarmistas e inúteis. Dentre outras falas contra a prevenção e o distanciamento:








    Veja Também

      Mostrar mais