racista
Reprodução Instagram
"Eu sou a maior racista do planeta", disse Luzia Sandra de Madeiros


Uma mulher identificada como Luiza Sandro de Medeiro confessou crime de racismo em frente às câmeras durante discussão em uma agência do Banco do Brasil em Tambaú, na cidade de João Pessoa, Paraíba. Segundo informações da Mídia Ninja, a discusão teve início após a mulher questionar uma propaganda com um rapaz negro. Ela foi filmada dizendo ser "a maior racista do planeta terra ".


O homem identificado como Daniel Lima diz ter sido chamado de "negro bandido" e ladrão pela mulher. Ele registrou um boletim de ocorrência e divulgou o vídeo em suas redes sociais. No vídeo, é possível observar policiais em frente à agência quando a mulher entra no banco e fala para as câmeras " odeio a raça negra . Vocês são bandidos e ladrões".


Segundo apurou o G1 Paraíba, a mulher vai responder em liberdade pelo crime de injúria racial após ser detida e pagar fiança de R$ 30 mil. A mulher ainda disse ao companheiro para não falar com a vítima. "Não temos nada para falar com nenhum negro do planeta terra", disse.

    Veja Também

      Mostrar mais