flávio bolsonaro
Beto Barata/Agência Senado
Ex-assessor de Flávio Bolsonaro fez 16 saques que somam R$ 260 mil

O coronel da reserva do Exército e também ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Alerj, Guilherme Henrique dos Santos Hudson, sacou da conta bancária pessoal, em dinheiro vivo, um total de R$ 260 mil em 16 oportunidades, entre os anos de 2009 e 2016. As informações foram divulgadas pelo jornal 'O Globo'.

A investigação que envolve o esquema das 'Rachadinhas' de Flávio Bolsonaro descobriu que as retiradas feitas pelo coronel da reserva eram superiores a R$ 10 mil em cada ocasião. Além disso, o dinheiro era sempre retirado em dinheiro vivo.

Foi revelado também que o ex-assessor do filho do presidente também fez a declaração de imposto de renda dos últimos anos de alguns dos investigadores no inquérito.

A maioria dos saques foram feitos em 2016, quando foram feitas 11 retiradas de dinheiro. Os valores variavam entre R$ 10 mil e R$ 12,1 mil.

Os saques feitos pelo coronel da reserva contabilizaram, ao todo, R$ 1,29 milhão entre 2007 e 2018. Quando não retirava o dinheiro em alta quantia, ele dividia em várias operações ao longo do mesmo dia, conforme a investigação mostrou.

    Veja Também

      Mostrar mais