Caso ocorreu na Penitenciária Industrial de Blumenau, em Santa Catarina.
Agência Brasil
Caso ocorreu na Penitenciária Industrial de Blumenau, em Santa Catarina.

Na tarde da última quarta-feira (16), a Polícia Civil ouviu o depoimento de Luiz Carlos Keller, de 24 anos. O detento confessou ter matado o companheiro de cela, Alexander Alves, de 27 anos, e arrancado o coração dele, na Penitenciária Industrial de Blumenau . As informações são do Correio Braziliense .

O crime ocorreu na noite da última terça-feira (15). De acordo com o depoimento, os dois detentos se envolveram em uma briga .

Segundo informações da Polícia Civil, o assassino disse que encontrou um bilhete endereçado a Alves com ordens de uma facção criminosa para que Keller fosse morto.

Durante a briga, Alves foi imobilizado por um golpe “mata-leão” e teve a cabeça batida no chão.

Ele ficou desacordado e Keller utilizou uma lâmina de barbear para abrir o peito de Alves e arrancar o coração dele. Depois, Keller colocou o órgão em uma sacola e acionou agentes penitenciários.

Mais oito detentos estavam na cela , porém, de acordo com o depoimento, nenhum teria se envolvido no ocorrido.

Ao longo da semana, devem ser ouvidos outros presos , o diretor e os agentes penitenciários que estavam de plantão no momento do crime. 

    Veja Também

      Mostrar mais