Anúncio foi feito nesta terça-feira (8).
Reprodução
Anúncio foi feito nesta terça-feira (8).

A Rede Sustentabilidade anunciou a deputada estadual Marina Helou como pré-candidata à Prefeitura de São Paulo na manhã desta terça-feira. Ainda sem revelar o nome da vice, o partido afirma que a chapa será ocupada por duas mulheres.

A convenção partidária será realizada em 15 de setembro, data em que a candidatura deve ser lançada de forma oficial. A porta-voz municipal, Duda Alcântara, é uma das cotadas para completar a chapa.

Eleita em 2018 com 39.839 votos, Marina Helou tem 33 anos e é formada em administração pública, com pós em inovação para a sustentabilidade. Além de bandeira de seu partido, o tema em que é especializada deve ser também mote de sua campanha.

"Nosso grande desafio é de construir uma política de desenvolvimento que seja de fato sustentável. Precisamos integrar o meio ambiente nessa discussão", declarou Helou.

Você viu?

A deputada afirmou que a decisão da Rede em lançar candidatura própria se deu pela ausência de "mulheres progressistas" na eleição paulistana. Ela mencionou Joice Hasselmann, candidata do PSL e ex-aliada do presidente Jair Bolsonaro, como o então único nome feminino colocado para a disputa.

Sem cumprir a cláusula de barreira nas eleições de 2018, quando formou apenas uma cadeira na Câmara dos Deputados, a Rede ficará sem tempo de TV e rádio no pleito municipal. Desde 2019, a legenda está sem acesso ao fundo partidário, verba disponível para custeamento de despesas diárias.

A videoconferência de anúncio da candidatura contou com participação do porta-voz nacional, Pedro Ivo, do senador Fabiano Contarato (RS), da deputada federal Joênia Wapichana (RR) e da ex-presidenciável Marina Silva, cofundadora do partido.

"A gente precisa de uma candidatura que saia da velha armadilha da polarização, desse processo destrutivo que é a cultura da lacração. A gente não tem que ficar prisioneiro do que dá mais likes. Isso não tem nada a ver com a cultura sustentabilista que queremos ajudar a construir", afirmou Marina Silva.

A candidatura própria separa a Rede, em São Paulo, do bloco do qual o partido faz parte em nível nacional, junto de PSB, PDT e PV. O PDT de Ciro Gomes vai apoiar e compor a candidatura de Márcio França (PSB) à Prefeitura. O PV, por sua vez, retirou a pré-candidatura de Eduardo Jorge e aprovou apoio ao prefeito Bruno Covas (PSDB).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários