Bia Doria
Reprodução/Facebook Bia Doria
Declaração ocorreu durante reunião virtual com grupo de voluntariado

Nesta sexta-feira (28), a primeira-dama do estado de São Paulo, Bia Doria, voltou a se envolver em uma polêmica ao falar sobre as pessoas em situação de rua. Segundo ela, em vídeo compartilhado nas redes sociais, alguns deles são "preguiçosos".

"Ou é a bebida, ou é desamor em casa, ou é algum problema químico e as pessoas vão para a rua. E também tem os preguiçosos que a gente sabe, mas a gente não pode falar, tem que só ajudar", disse a primeira-dama , durante reunião online do programa de voluntariado da Sabesp.

Na ocasião, ela detalhava ações da Campanha Inverno Solidário , que presta auxílio exatamente aos moradores de rua. Em nota, a assessoria da primeira-dama afirmou que a frase foi tirada de contexto, que ela "tem muito respeito pelas pessoas que moram na rua" e ressaltou a importância do programa, que já distribuiu 154 mil cobertores novos em todo Estado.

A declaração foi muito criticada nas redes sociais. Entre os nomes que atacaram a esposa do governador João Doria, Guilherme Boulos , pré-candidato do PSOL a Prefeitura de São Paulo , lamentou a "falta de empatia".

"Na mesma semana em que cinco pessoas morreram de frio nas ruas de São Paulo, Bia Doria faz um novo ataque à população em situação de rua. Agora chamou de preguiçosos. A falta de empatia é a marca mais asquerosa da elite do atraso", disse.

O caso reacende uma polêmica recente envolvendo o nome de Bia Doria . Durante entrevista ao lado da socialite Val Marchiori, ela disse que  não se deve dar marmita para os moradores de rua "porque eles têm que se conscientizar de que têm que sair da rua".

    Veja Também

      Mostrar mais