Trump
Reprodução/Twitter
"Não há ninguém mais patriota do que eu", escreveu Trump em seu Twitter

As autoridades sanitárias dos Estados Unidos, que encorajavam as pessoas sem sintomas da Covid-19 a realizar testes de detecção, agora consideram a prática desnecessária. A modificação na recomendação foi oficializada, na última segunda-feira (24), sem uma explicação clara.

Antes, o site do CDC (Centro de Prevenção e Controle de Doenças, na sigla em inglês) dizia: "Os testes são recomendados em caso de contato próximo com pessoas infectadas pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). Devido aos possíveis contágios por pessoas assintomáticas ou pré-sintomáticas, é importante que os contatos das pessoas com infecção por Covid-19 sejam rapidamente identificados e testados".

Atualmente, a mensagem é outra: "Se você teve contato (de pelo menos 1,8 metro) com uma pessoa infectada por Covid durante pelo menos 15 minutos, mas não apresenta sintomas, não necessariamente precisa de um teste, a menos que seja uma pessoa vulnerável ou que seu médico, seu estado ou seus profissionais de saúde pública locais o recomendem". 

O presidente Donald Trump declarou-se diversas vezes contra a alta testagem. Segundo ele, a triagem prejudica a imagem do país no combate da pandemia . Embora seja verdade, também é fato que os números de contaminação são muito altos e que a epidemia avança a passos largos no país, com mais de 5,8 milhões de casos confirmados e quase 180 mil mortes. 

Em comunicado enviado à CNN , o funcionário do Departamento de Saúde Brett Giroir explicou que as pautas foram atualizadas "para refletir os dados atuais e as melhores práticas em matéria de saúde pública".

    Leia tudo sobre: Donald Trump

    Veja Também

      Mostrar mais