Rompimento da barragem da Vale deixou 270 mortos.
Antonio Cruz/Agência Brasil
Rompimento da barragem da Vale deixou 270 mortos.

Os bombeiros retomam, nesta quinta-feira (27), as buscas pelas vítimas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho . Cerca de 60 profissionais do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais voltaram ao trabalho.

As buscas haviam sido suspensas no dia 21 de março devido à pandemia de Covid-19. Agora, os bombeiros voltam a procurar onze vítimas que seguem desaparecidas.

O rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão da Vale aconteceu em janeiro de 2019 e resultou em 270 vítimas. 259 corpos já foram recuperados.

“O que nos motiva até hoje é esse desafio para encerrar essa ocorrência e, principalmente, trazer o acalento e dignidade de volta aos familiares”, declarou o coronel Alexandre Gomes Rodrigues.

A retomada das buscas envolve uma série de medidas sanitárias que devem ser respeitadas em decorrência da pandemia, como a higienização das mãos a cada duas horas e utilização de máscaras e óculos protetores. Há outras medidas relacionadas a transporte, alimentação, dormitório e estadia.

    Veja Também

      Mostrar mais