clube com aglomerações em BH
Reprodução/redes sociais
Visitantes do clube se aglomeram em piscina de clube aberto na pandemia


No último domingo (16), centenas de pessoas ignoraram as medidas de distanciamento social decretadas por conta da pandemia em Belo Horizonte , capital de Minas Gerais, para se reunir em uma festa. Fotos e vídeos nas redes sociais registraram aglomerações no clube ‘Sítio do Paulinho’.


Grande parte das pessoas estão ao redor de um palco, onde um grupo de pagode toca músicas. As pessoas estão dançando aglomeradas, enquanto crianças brincam na piscina.

De acordo com o G1, o evento se tratou de uma festa surpresa realizada por um homem, que se nomeou como Júnior Augusto. Apenas 30 pessoas foram convidadas, é o que ele atesta.

Os donos do local afirmaram por telefone ao Estado de Minas que o local que, a despeito da pandemia do novo coronavírus , o local funciona de maneira normal. Perguntado pelo jornal sobre a festa, Paulinho, o dono, afirmou que só falaria sobre o ocorrido em entrevista dada pessoalmente.

Decreto 17.406

Ao declarar funcionamento normal do clube , o dono está violando o Decreto 17.406, que impõe que clubes não podem funcionar normalmente neste momento, já que, além de não serem considerados como serviços essenciais, podem provocar e incentivar aglomerações.

Os clubes só podem voltar a funcionar quando a cidade de Belo Horizonte atingir a 3ª fase de reabertura. No momento, está na 1ª.

O estado de Minas Gerais têm visto aumento crescente de casos de Covid-19 em seu território, tanto na capital quanto no interior. Das mais de 107 mil mortes do Brasil, Minas Gerais corresponde a mais de 4 mil.

    Veja Também

      Mostrar mais