bebê
Acervo familiar / Reprodução
Recém-nascida está internada em estado grave

Uma  bebê que teve o couro cabeludo arrancado durante o parto na Santa Casa de Rondonópolis, no Mato Grosso, continua internada em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo no local uma semana após o ocorrido. A mãe dela, Maria Lima de Jesus, recebeu alta do hospital nesta segunda-feira (17).

Em entrevista à TV Centro-América, o pai da recém-nascida, Adalberto de Souza Moreira, afirmou que os médicos cometeram negligência médica e arrancaram o couro cabeludo da criança até a região da nuca do lado direito da cabeça.

A esposa dele teria passado mais de 10 dias internada no hospital sem ter contato permitido com o marido. A justificativa dada na ocasião, segundo Adalberto, era que a criança não tinha tempo suficiente de gestação para que parto fosse feito.

O Conselho Regional de Medicina afirmou que vai abrir uma sindicância para avaliar o ocorrido. A Santa Casa, que a princípio afirmou que um advogado explicaria os procedimentos necessários para preservar a vida da criança, também abriu sindicância. O caso também é investigado pela polícia civil.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários