sala de cinema cheia
Agência Brasil
Ao contrário dos cinemas, teatros devem ficar fechados por mais tempo


Com o início da Fase 6 de reabertura do Rio de Janeiro, cinemas devem começar a reabrir a partir do dia 27 de agosto. Além da capital, algumas regiões do estado poderão ter a retomada do setor. A informação foi dada pela Secretaria de Cultura do Estado para a Rádio CBN.



A nova fase permite que espaços fechados possam voltar a funcionar, desde que cumpram com medidas de segurança. Entre as citadas no protocolo, está reforço de higienização das salas, uso de máscara e o incentivo a compra de ingressos on-line, com antecedência, para evitar aglomerações e filas.

Trabalhadores do setor se reuniram com o prefeito da capital, Marcelo Crivella (Republicanos), para apresentar as medidas sugeridas. Segundo o diretor do Sindicato de Empresas Exibidoras Cinematográficas do estado, as salas estão preparadas e em contato com os governos municipal e estadual. Além disso, estão fazendo de tudo para que a volta dos espectadores seja segura.

Teatros, por outro lado, podem levar um pouco mais de tempo para retomar as atividades, já que os artistas dependem do espaço para realização de ensaios. No entanto, Eduardo Barata, presidente da Associação dos Produtores de Teatro do Rio, afirmou à CBN que muitas casas podem não ter recursos para abrir após cinco meses de porta fechadas.

“E reabrindo, o público vai? Esse público vai realmente frequentar o teatro?”, questionou Barata. “É muito importante a sobrevivência do setor cultural , mas antes é preciso ter a sobrevivência do cidadão", completou.

Membros da Sociedade Brasileira de Infectologia expressaram preocupação e afirmaram que pode ser cedo demais para voltar com as sessões de filmes em cinemas.

    Veja Também

      Mostrar mais