Jair Bolsonaro anunciou nesta manhã de domingo (09) uma missão para ajudar o Líbano , cuja capital, Beirute, foi atingida por explosão que deixou mais de 150 mortos e 3 mil feridos. O presidente informou que convidou o ex-presidente Michel Temer , filho de libaneses, para chefiar a missão.

Bolsonaro
Adriano Machado / Crusoé
Presidente Jair Bolsonaro


"Neste momento difícil, o Brasil não foge à sua responsabilidade", afirmou Bolsonaro durante uma teleconferência, organizada pelo presidente da França, Emmanuel Macron. Ele também manifestou condolências às famílias das vítimas e disse que uma união internacional é necessária para enfrentar as consequências da explosão.

O Brasil anunciou na reunião o envio de medicamentos e insumos básicos médicos em um avião da Força Aérea Brasileira. Pelo mar, o País prometeu destinar quatro mil toneladas de arroz para atenuar os efeitos da perda de cereais. Bolsonaro também afirmou que negocia com o governo libanês o envio de uma equipe técnica para colaborar na perícia que investiga a explosão.

Em nota, Michel Temer falou sobre o convite: "O ex-presidente Michel Temer está honrado com o convite feito pelo presidente Jair Bolsonaro para chefiar a missão humanitária do Brasil no Líbano. Quando o ato for publicado no Diário Oficial serão tomadas as medidas necessárias para viabilizar a tarefa".

    Veja Também

      Mostrar mais