Hospital de campanha do anhembi
Redes Sociais /Reprodução
Hospital de Campanha do Anhembi terá 561 leitos desativados

A Prefeitura de São Paulo iniciará neste sábado (1), a desativação de 561 leitos do Hospital de Campanha do Anhembi, na Zona Norte da capital. De acordo com o prefeito Bruno Covas a medida é motivada pela estabilização da doença na cidade.

O hospital foi montado no mês de abril com 1.800 leitos: 807 de enfermaria, 64 de estabilização e 929 de contingência, que deveriam auxiliar o combate à pandemia na cidade. Agora, 310 leitos da ala desativada continuarão em funcionamento, enquanto a maior parte será desativada.

Ainda de acordo com a prefeitura, a ação visa uma economia decerca de R$ 19 milhões mensais com a manutenção do espaço e funcionários que atendem no local.

Dos leitos que serão mantidos, 294 são de enfermaria e 16 de estabilização. Os equipamentos desativados serão encaminhados ao hospital de Brasilândia.

    Veja Também

      Mostrar mais