sirene
Creative Commons
Caso ocorreu em Porto Alegre

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul prendeu nesta quarta-feira (29) uma jovem de 19 anos e a mãe dela, de 48 anos, por suspeita de participar do assassinato de um casal em uma casa de prostituição de Porto Alegre.

Segundo investigações, as suspeitas, que não tiveram identidade revelada, teriam participação e conhecimento do crime. Elas seriam parte do grupo de garotas de programa que protagonizou uma briga com o casal assassinado um dia antes do crime.

Willian Dutra da Silva, de 31 anos, e Gabrieli Camargo de Miranda, de 26 anos, foram assassinados dentro de uma sala de prostituição por dois homens, que teriam recebido a encomenda do crime. Um dia antes da morte eles registraram um Boletim de Ocorrência por agressão. A briga teria iniciado porque Willian estaria agenciando Gabrieli e “tomando os clientes” das outras garotas de programa para ela.

O pedido de prisão das duas é temporário e a polícia ainda analisa o celular de uma das suspeitas. A advogada da dupla afirma que não há provas contra elas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários