Prefeitura de SP apresentou resultado da nova fase do novo inquérito sorológico
Governo do Estado de São Paulo
Prefeitura de SP apresentou resultado da nova fase do novo inquérito sorológico

O prefeito Bruno Covas (PSDB) apresentou hoje (28), em entrevista coletiva, os resultados do novo inquérito sorológico realizado na capital paulista. De acordo com o resultado, 11,1%, dos moradores da cidade contraíram o vírus, o que representa mais de 1.320.000 milhão de pessoas . Os pretos e pardos são os mais atingidos: 14,4%.

O levantamento mostra também uma alta de incidência em idosos acima de 65 anos: 13,9%. Outros grupos que também apresentaram maior incidência da doença foram pessoas com o ensino fundamental (16,4%); das classes E, D e C e indivíduos que residem em domicílios com mais de 5 pessoas.

"Na questão de raça e de cor, nós tivemos também, no comparativo das três etapas, na primeira uma incidência maior em pessoas de cor parda e branca, depois tivemos a prevalência em pessoas pardas e pretas, e, agora, novamente, em pessoas com cor parda e preta. Esse números aumentaram neste segmento", disse o secretário Edson Aparecido.

"O vírus está jogando luz na desigualdade. Os pardos têm 60% mais chance de pegar o vírus na cidade de quem é de cor branca", declarou o prefeito Bruno Covas.

Segundo o secretário Edson Aparecido, o aumento da prevalência em idosos aponta que que membros da família que saíram para trabalhar podem ter contaminado os idosos que ficaram em casa.

O inquérito divulgado hoje corresponde à 3ª fase do levantamento. Segundo Covas, o inquérito terá uma quarta fase. "Continuará até que possamos ter mais dados para embasar a decisão da prefeitura para a volta às aulas, o impacto da transmissibilidade do vírus feita pelas crianças, como as crianças se comportam em famílias sintomáticas, então faremos um inquérito específico."

    Veja Também

      Mostrar mais