Bombeiros
Reprodução/TV Globo
Maca faz isolamento e filtra o ar exalado pela pessoa socorrida

pandemia da Covid-19 tem forçado diversos setores a inovar na buscar por maiores garantias de segurança na realização das atividades do dia a dia. Em Minas Gerais, o Corpo de Bombeiros aposta agora na utilização da chamada "maca bolha", que permite a remoção de pacientes com suspeita da doença sem a exposição dos agentes.

Segundo informações divulgadas pelo programa Bom Dia MG nesta quarta-feira (8), a ideia da cápsula é garantir o isolamento do paciente, além de filtrar o ar exalado por ele. Além da " maca bolha ", bolsas anti-infecção também serão utilizadas sempre que o resgate envolver a presença do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

"Isso dá segurança ao socorrista e à população de uma forma geral", afirmou Cristiano Soares, capitão do Corpo de Bombeiros . Segundo ele, foram adquiridas 16 destas novas macas, além de 1.160 bolsas destinadas a equipamentos de atendimento pré-hospitalar e oxigenoterapia.

A ideia é que o equipamento garante o completo isolamento durante a remoção e só permita a saída de ar através dos elementos filtrantes contidos na cápsula. Tal tecnologia é importante para combater a expansão da doença no estado de Minas Gerais , que já soma 64 mil casos confirmados e 1.355 mortes, de acordo com os dados divulgados pela secretaria de Saúde estadual.

    Veja Também

      Mostrar mais