Mandetta lamentou mortes e chamou governo Bolsonaro de
Agência Brasil/Marcello Casal JR
Mandetta lamentou mortes e chamou governo Bolsonaro de "nau sem rumo"

O ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, lamentou em sua rede social a marca de 60 mil óbitos por Covid-19 atingida pelo Brasil nesta quarta-feira. Em postagem, Mandetta ainda chamou o governo Bolsonaro de "nau sem rumo".

"Mais de 60.000 pessoas perdidas. Nau sem rumo. Força SUS. Força Minas, região Centro-Oeste e região Sul", escreveu, no Twitter.

O ex-chefe da saúde pediu também para que a população evite sair de casa.

"Governos passam. Quem preserva a vida pode ter a chance de comemorar o que a ciência trará! #fiqueemcasa", acrescentou.

Mandetta deixou o cargo de ministro da Saúde em 16 de abril, sendo substituído pelo oncologista Nelson Teich. Este, por sua vez, durou menos de um mês na pasta. Quem ocupa o cargo é o general Eduardo Pazuello.

O Brasil registou até o momento, de acordo com último boletim, 1.453.369 casos de infectados pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). Destes, 60.713 faleceram.

    Veja Também

      Mostrar mais