papéis
Polícia Civil do Rio Grande Sul/Divulgação
Documentos e recibos foram apreendidos com terapeuta

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul prendeu na manhã desta segunda-feira (29) um terapeuta holístico identificado como Rogério Pizzatto, suspeito de abusar sexualmente de clientes na cidade de Canoas.

Leia também

Pelo menos cinco mulheres prestaram queixa na polícia e afirmaram que a sessões de terapia eram iniciadas em grupo, mas evoluíam para sessões individuais após algum tempo. O suposto terapeuta classificava os atos como uma “terapia sexual” e dizia que se as vítimas encerrassem o tratamento repentinamente perderiam o desenvolvimento adquirido.

Por manter uma imagem de “mestre” diante das vítimas fragilizadas, o terapeuta tinha um certo poder sobre as mulheres, o que pode ter mascarado o número real de vítimas. Com ele, foram apreendidos um celular, documentos e cheques. Ele está sob custódia da Justiça e deve ser indiciado por violação sexual mediante fraude, podendo ter uma pena de até seis anos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários