wassef
Reprodução
"Não houve qualquer irregularidade ou ilícito penal o fato de Queiróz ter sido encontrado na minha casa", afirmou o advogado


O advogado da família de Jair Bolsonaro, Frederick Wassef, proprietário da casa onde Fabrício Queiróz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, foi preso na última quinta-feira (18), negou em entrevista à rede de televisão CNN na noite deste domingo, 21, que estivesse escondendo Queiroz . "Afirmar que ele mora lá, reside lá, está há mais de um ano, é mentira ." 

Saiba mais:

Wassef disse que Queiroz "não era um foragido, não estava sendo procurado" e estava os últimos 50 dias no Rio de Janeiro. "Esteve o tempo inteiro à disposição da Justiça", disse na entrevista na noite deste domingo. "Não há que falar em crime de obstrução da Justiça", repetiu diversas vezes. Mas, neste momento, ele disse não poder responder  às razões de o assessor estar em sua casa naquele momento.

"Fazia pouquíssimos dias que Queiroz estava na localidade", afirmou o advogado, ressaltando que não poderia dar maiores informações por causa do caso em andamento. Wassef afirmou que não falava com o Queiroz, nem por celular, por e-mail ou por outra forma. " Não tive contato direto."

"Não houve qualquer irregularidade ou ilícito penal no fato de Queiroz ter sido encontrado na minha casa", afirmou o advogado, ressaltando que isso não configura obstrução de Justiça. No dia da prisão, disse o advogado que não sabia que Queiroz estava em sua casa em Atibaia, no interior de São Paulo.

O advogado ressaltou que todas as vezes que Fabrício Queiroz foi procurado pelo judiciário ou a polícia o ex-assessor atendeu aos pedidos .

    Veja Também

      Mostrar mais