guilherme
Ponte/Arquivo
Guilherme foi morto a tiros na Vila Clara, zona sul de São Paulo


Dois policiais militares são apontados como s uspeitos de participar da morte do jovem Guilherme Silva Guedes, de 15 anos, ocorrida na Zona Sul da capital paulista. A Polícia Civil de São Paulo confirmou, nesta terça-feira (16), que os agentes identificados estavam de folga no dia do crime , informou o G1. 

Saiba mais:

De acordo com o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), eles faziam segurança de um galpão pertencente a uma empresa ligada à Sabesp, localizado próximo de onde Guilherme foi assassinado.

A suspeita é que os policiais tenham confundido o adolescente  com jovens que furtavam objetos no local. No entanto, ainda não há informações se os PMs foram presos preventivamente. 

Segundo secretário, PM não teria ligação

Mais cedo, o coronel Álvaro Camilo, secretário-executivo da Polícia Militar em São Paulo, disse  não haver indícios de que policiais militares estivessemenvolvidos no homícidio. No entanto, ele ressaltou que nenhuma hipótese foi descartada pela investigação. 



    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários