Zambeli
Reprodução
Ele fez atos pelo Nas Ruas com os famosos pixulecos. Quando o ministro do STF Lewandowski virou boneco ele pediu para a PF tomar medidas, citando-a como responsável


A deputada federal Joice Hasselman (PSL-SP) apresentou uma notícia-crime contra a deputa Carla Zambelli (PSL-SP). Hasselman publicou no Twitter um áudio em que Zambelli tenta convecer sua assessora a deixar o gabinete em troca de vantagens como assessora de Felipe Francischini (PSL-PR). 


No susposto áudio, Zambelli tenta convencer a assessora de Hasselman a se demitir e promete que irá ajudá-la à "arrumar alguma coisa".

Leia também: Votação da lei das fake news é adiada no Senado 

Joice Hasselman disse que o áudio comprova a tentativa de Zambelli provocar uma "armação". Há algumas semanas Hasselman havia sido acusada por ex-funcionários de arquitetar um esquema de criação de fake news e de perfis falsos, conforme apontou reportagem da CNN Brasil.


No áudio divulgado, Carla Zambelli afirma que vai entrar com ações contra Joice e por isso a assessora deveira deixar o gabinete para não ser alvo. "A gente vai denunciar [a Joice] na PGR (Procuradoria-Geral da República), vai ter coisa de Polícia Federal, vai ter mandado de busca e apreensão de celular. Se você se dispor a pedir demissão, se dispor a contribuir etc, fica melhor pra você, entendeu?", diz no áudio. 

Hasselman ao publicar o áudio chamou Zambelli de "cachorro de recados" de Jair Bolsonaro. A deputada disse que encaminho o caso ao STF (Supremo Tribunal Federal) e que deve protocolar "pedidos de informação" no PSL contra a deputada no Ministério Público. O gabinete da deputada acusada não confirma a veracidade e diz que é uma tentativa de Hasselman para tentar "gerar notícia".


    Veja Também

      Mostrar mais